AS CÂMERAS FOTOGRÁFICAS COMPACTAS, PODEM FAZER FOTOS BOAS, DEPENDE DE COMO SE UTILIZA

Quem gosta de fotografia pensa que, para tirar boas fotos, é preciso ter uma câmera profissional e lentes de vários tipos. A verdade é que uma boa fotografia não depende dó do equipamento, tendo apenas qualidade se a pessoa que for tirar as fotos tiver as habilidades certas para realizar uma imagem fantástica, considerando, claro, fotos do dia a dia não profissionais.

Uma câmera compacta – aquelas digitais que hoje baratearam bastante – possuem inúmeros recursos que possibilitam a realização de uma foto com qualidade. Por isso, vale a pena explorar os recursos da câmera e testar, treinar, errar e aprender até você chegar ao resultado desejado.

Para isso, temos algumas dicas que você pode achar útil. Antes de qualquer coisa, leia o manual de instruções da sua câmera e procure se familiarizar com os recursos que ela possui. Isso vai te ajudar ainda mais ao seguir as nossas dicas!

Exemplo de boa fotografia com uma câmeras fotográficas compactas: site: calabocaeclica

CÂMERAS FOTOGRÁFICAS COMPACTAS -2

DICAS POR TRÁS DAS LENTES

Separamos algumas dicas e informações que você pode achar interessante sobre como utilizar melhor a sua câmera. Vamos lá?

  • ISO: algumas câmeras compactas já vêm com a possibilidade de alterar o ISO da imagem. Se você não está familiarizado com o termo, ISO é um ajuste da sensibilidade à luz da câmera. Quanto maior o número do ISO, mais sensível ele é à luminosidade do ambiente. Num ambiente com pouca luz, por exemplo, recomenda-se a utilização de um ISO mais alto; se você for tirar uma foto num local aberto, o ideal é o uso de um ISO mais baixo.

Mas calma, você não precisa se desesperar se isso parecer muito difícil: a maioria das câmeras possuem um ISO automático de qualidade, então, se você preferir, não precisa mexer nessa função.

As câmeras digitais compactas contam com um modo de ajuste manual de ISO que vão de 100 à 800, enquanto que o ISO das semiprofissionais vai de 100 à 1600 (alguns modelos já proporcionam até valores mais altos).

O ISO precisa ser equilibrado com a velocidade de exposição; em algumas câmeras fotográficas você provavelmente não terá essa opção de personalização, por isso o ideal é manter a função automática desse recurso.

  • FLASH: é aquela luz artificial que dispara quando você faz uma foto. Ele é bem conhecido, mas vale algumas recomendações:

o   Se puder, evite o uso do flash. Ele deixa a imagem chapada e artificial. Procure lugares com boa luminosidade para tirar a foto.

o   Se for realizar uma foto num ambiente com pouca luz ou de noite, o flash pode ser uma opção; se a sua câmera tiver a opção de alteração do ISO, procure ajustá-lo a um valor maior, o que pode render fotos melhores do que se utilizado o flash.

o   Evite fotografar em frente a espelhos ou lugares que possuem material reflexivo. A luz do flash vai ser refletida e pode estourar a foto em alguns pontos.

  • ZOOM DIGITAL E ZOOM ÓPTICO: você sabe a diferença entre eles? Não? Então, vamos primeiro definir isso:

o   Zoom digital: essa função aumenta a imagem digitalmente, como se aumentássemos uma imagem no computador. Isso faz com que a fotografia perca a sua qualidade e fique meio pixelizada.

o   Zoom óptico: com a movimentação das lentes, essa opção aproxima a imagem de forma natural e com a mesma qualidade se fosse capturada sem o zoom (não altera a qualidade do resultado final).

O zoom digital não é recomendado justamente por essa perda de qualidade. As câmeras fotográficas compactas normalmente apresentam essas funções de zoom: por isso, prefira o óptico. Se você não conseguir chegar até o lugar desejado, você pode depois reenquadrar a foto num editor de imagens.

  • MODOS: as câmeras fotográficas trazem algumas características pré-definidas, que são divididas em modos. Normalmente, elas possuem essas funções:

o   Natural: é uma imagem comum, aquelas fotografias paradas dentro de um ambiente com boa luminosidade. Às vezes, tem a opção de duas fotos serem feitas simultaneamente, uma com flash e outra sem.

o   Retrato: esse modo entende que é um rosto que está sendo focado e obtém tons, luminosidade e cores mais suaves.

o   Bebê: aqui, o sistema da câmera entende que está fotografando um bebê, evitando assim o uso de flash e buscando por um tom natural para a pele.

o   Paisagem: esse modo estabelece automaticamente uma melhor captura do cenário mais profundo da foto. É ideal para cenários compridos ou áreas externas, como um campo, praia ou montanha.

o   Desporto/Esporte: nesse modo é possível fazer fotos de movimentos rápidos, como de pessoas correndo, animais em movimento ou de alguma atividade esportiva.

o   Noite: esse modo reduz a vibração da câmera com ISO mais alto e possibilita boas imagens noturnas. Dica: procure um tripé para realizar fotos noturnas e até retratos de família. Durante a noite, a câmera fica com um tempo maior de exposição e o tripé evita das fotos saírem tremidas.

o   Festa: é adequado para festas e casamentos em ambientes interiores. Ele modifica o ISO e o balanço de branco.

o   Flor: é um modo para fazer fotos macro, focando de modo correto uma flor ou inseto pequeno.

o   Texto: possibilita captar imagens nítidas de textos.

Outros recursos que podem ser utilizados na câmera são o modo de disparo contínuo (tira mais de 1 foto por vez) e o timer (você pode programar a câmera para, depois de alguns segundos, disparar a foto).

  • FIXAÇÃO: procure não tremer ou se movimentar na hora de fotografar, pois, como alguns recursos são automáticos, o tempo de exposição pode está longo, e a foto pode ficar borrada.
  • CLIQUE DE FOCO: geralmente existem dois cliques no botão de tirar fotos, o primeiro é para fixar o foco, o segundo tira a foto. Procure analisar se sua câmera possui este recurso e faça testes, não aperte o botão totalmente pois o foco pode estar em um local que você não deseja.

Exemplo de boa fotografia com uma câmeras fotográficas compacta: site Iphil

CÂMERAS FOTOGRÁFICAS COMPACTAS -4

CONCLUSÃO

Talvez a única dificuldade com uma câmera compacta, está no fato de não corresponder a fotos com muitos detalhes,ou até bokeh, pois o sensor dessas máquinas são simples e pequenos não proporcionando tanta qualidade e profundidade de campo.

Mas é o que se espera de câmeras fotográficas compactas, pois o preço comparado a uma semi profissional, por exemplo, é de quilômetros de distância.

Mas em contrapartida, é bem mais fácil carregar uma câmera compacta dessas por aí sem que todos te olhem pensando que está transportando um canhão, não é?

Como já dissemos, procure explorar bem os recursos da sua câmera, testando, brincando e aprendendo com ela – uma câmera compacta pode fazer belíssimas fotos e você pode se surpreender com o equipamento que tem em mãos!

Exemplo de boa fotografia com uma câmeras fotográficas compacta: site Baixo Pixel

CÂMERAS FOTOGRÁFICAS COMPACTAS -3

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.