Categorias
DICAS

Como tirar fotos – estudar é o início de tudo, a prática consolida

Quando se discute fotografia, principalmente dicas de como aprender ou aperfeiçoar técnicas fotográficas, sempre se cria uma dúvida: vale a pena ou não fazer um curso de fotografia? É necessário procurar uma escola, fazer workshops ou pagar por aulas?

Como tirar fotos – estudar é o início de tudo, a prática consolida e traz experiência

Quando se discute fotografia, principalmente dicas de como aprender ou aperfeiçoar técnicas fotográficas, sempre se cria uma dúvida: vale a pena ou não fazer um curso de fotografia? É necessário procurar uma escola, fazer workshops ou pagar por aulas com algum fotógrafo profissional?

Bom, a resposta para esse caso é bem delicada. Depende muito do que você realmente quer no mundo da fotografia e do seu perfil.

Vamos explicando isso aos poucos, mas vale ressaltar uma coisa: esse artigo não pretende favorecer ou desmerecer cursos ou as escolhas feitas por uma pessoa. Cada um age de uma maneira e, diante de algo que pode ser um tanto polêmico, vale a pena dar esse aviso lembrando que esse é um texto opinativo e que pode te auxiliar a direcionar o caminho que você pretende seguir no mundo da fotografia. Vamos começar?

UMA FERRAMENTA CHAMADA CURIOSIDADE

Você é uma pessoa curiosa? Normalmente você gosta de aprender as coisas sozinho, explorar algo que cai em suas mãos e até evita ler os manuais de inscrição, indo na tentativa e erro?

Se sim, então com certeza um curso de fotografia não funcionaria para você. E posso ainda explicar o motivo: a maioria dos cursos (seja de fotografia ou qualquer outra coisa) acabam ensinando uma forma de fazer as coisas, o que acaba engessando a ação das pessoas na maioria das vezes.

Uma pessoa que não é muito chegada em explorar uma câmera vai acabar trabalhando com os elementos pré-programados da câmera e do que for ensinado no curso.

Como disse na abertura desse artigo, a ideia não é desmerecer os cursos de fotografia. Ainda mais porque existem cursos muito bons e que, muitas vezes, ajudam a aperfeiçoar ou aprimorar os dotes fotográficos de uma pessoa.

O que normalmente incomoda nos cursos básicos é essa fôrma que se acaba criando. O professor quer que os alunos saiam sabendo o básico e agindo da mesma maneira em inúmeras situações.

Foi por isso que falei da curiosidade: quando você tem prazer e gosta de descobrir as coisas sozinho, você acaba entrando num método autodidata e aprendendo muitas vezes mais do que se estivesse numa escola. Isso acontece porque, quando você erra e se decepciona, automaticamente você vai tentar não repetir esse erro.

MESMO ASSIM, OS CURSOS NÃO VALEM A PENA?

Claro que valem! Este fotógrafo que vos escreve já participou de alguns cursos e workshops bons e ruins. Os melhores foram aqueles que esqueceram de passar o básico da fotografia – quem busca uma atividade de fotografia profissional teoricamente já sabe mexer numa câmera.

Me lembro de um curso que fiz que durou uma manhã inteira. Em nenhum momento das 4 horas que o professor deu o curso ele falou algo que eu não tivesse aprendido sozinho. Numa outra oportunidade, fiz um curso curto, acho que não durava nem duas horas: o fotógrafo acabou apresentando muito do seu trabalho e, nesse período, aprendi muito mais do que naquele primeiro curso que citei.

Por isso, se você quer procurar algum curso, lembre-se de ir atrás de fotógrafos que oferecem essas atividades em seus estúdios ou que tenham alguma ligação com um lugar de qualidade, como o SENAC. Eventos específicos de fotografia também oferecem alguns cursos com fotógrafos renomados. Basta ver as oficinas do Paraty em Foco e os nomes de quem vai ministra-los: são pessoas de alto calibre nacional e internacional e esse momento de interação vale muito!

Sim, esses são investimentos caros, mas que valem pela vida. Existem três dicas que gosto de dar para as pessoas que vem me procurar sobre a fotografia. São elas:

  • Se você vai atrás de algum curso, procure por aqueles ministrados por fotógrafos profissionais ou que sejam realizados por lugares de qualidade. Esse momento com o profissional mais experiente acaba te ensinando muito mais do que você ficar numa sala de aula com slides.
  • Veja muitas fotos! Dependendo da sua área de interesse na fotografia, procure conhecer alguns nomes e estudar o trabalho dessas pessoas.
  • Tire muitas fotos: só com a prática que você vai conseguir refinar o seu trabalho.

Depois desse pequeno artigo, faça a sua cabeça e busque o que você sonha e deseja: é hora de pegar a câmera, sair no mundo e fazer ótimas imagens! Vamos lá?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro + três =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.