Categorias
BOOKSeALBUNS

Ensaio fotográfico, 6 dicas infalíveis

Fazer uma fotografia pode parecer uma coisa simples e mecânica, envolvendo apenas o direcionamento da câmera para um determinado ponto e o apertar de botões. Mas vai além de simplesmente clicar envolve uma série de coisas importantes.

Ensaio fotográfico, 6 dicas infalíveis

Fazer uma fotografia pode parecer uma coisa simples e mecânica, envolvendo apenas o direcionamento da câmera para um determinado ponto e o apertar de botões. Mas, na verdade, o ato de fotografar vai um pouco além: as boas fotografias são feitas a partir de escolhas, sensibilidade e a capacidade de pegar o momento certo.

Um ensaio fotográfico é a melhor maneira de entender isso: é preciso saber como captar e transmitir uma mensagem, sequência de imagens ou uma história através das fotos. Para isso, o fotógrafo preciso saber como trabalhar com itens como cenário, iluminação e, se tiver modelos ou pessoas participando, como elas vão se encaixar nesse contexto.

Para te ajudar, separamos seis dicas que podem tornar o seu ensaio fotográfico infalível. Vamos lá?

SEJA FIRME COM AS MÃOS

Um dos maiores erros que os fotógrafos cometem é, em alguns momentos, terem a mão “leve”. Você não precisa destruir a sua câmera, mas deve segurá-la com firmeza para evitar fotos tremidas. Uma recomendação é você segurar o corpo da câmera com as duas mãos e deixar os braços colados ao corpo; também dizem que, quando você for fazer o disparo, prender a respiração para evitar qualquer tremor do corpo ou dos braços.

Se você for destro, a não direita segura a lateral e você usa os dedos indicador e polegar para disparar e alterar as configurações manuais. A mão esquerda você usa para apoiar o corpo da câmera e segurar a lente, também fazendo as mudanças necessárias de foco e zoom.

ENTENDENDO O ASSUNTO QUE VOCÊ VAI FOTOGRAFAR

Existem inúmeros tipos de ensaio: de gestantes, de casamento, de 15 anos, ensaios poéticos, ensaios jornalísticos… Independentemente do que você trabalhar, você deve saber o que vai fotografar e desenvolver uma sensibilidade sobre esse assunto. É o que dizem do jornalismo: não adianta você saber sobre tudo, que você vai acabar não sabendo de nada.

Por isso, busque entender o que você vai fotografar. Vamos supor que você trabalhe fazendo ensaios de gestantes. Como que elas se sentem ao serem fotografadas? Como você vai abordar algumas situações? O que você pode oferecer para elas ficarem à vontade e não ficarem muito cansadas durante as fotos? Qual o ambiente que você vai trabalhar?

Essas são algumas coisas que você deve pensar para os ensaios que vai produzir. Mas lembre-se: a sensibilidade é o que rege o fotógrafo, e você deve agir de forma sensível e humanizada independente do trabalho que faça.

APROXIME-SE

Fotografia não é distância. Inúmeros fotógrafos preferem trabalhar com a câmera fixa num tripé e fotografar com lentes grandes. Robert Capa – um dos maiores fotojornalistas da história – disse que nenhuma foto é boa o suficiente se você não está perto de algo. E isso vale para um ensaio: você não vai ficar colado no seu objeto ou na cara de uma pessoa mas, da mesma maneira que você precisa entender o assunto que você vai fotografar, você precisa se aproximar disso.

Um fotógrafo que trabalha cobrindo guerras não vai ficar da janela do quarto do hotel dele com uma teleobjetiva, não é mesmo? Então procure diminuir as distâncias e preferir por lentes mais curtas: a sua foto com certeza vai ganhar um aspecto humanizado único.

DETERMINE O ASSUNTO DA SUA FOTO

Uma grande dificuldade, principalmente para os fotógrafos iniciantes, é determinar o assunto que vai trabalhar numa fotografia. As fotografias são construídas a partir da composição de cenário, iluminação, perspectiva, foco etc. – por isso, é importante você saber o que vai acabar trabalhando com a sua foto e a mensagem ou imagem que quer passar.

Você, por exemplo, vai fazer um ensaio sobre andorinhas: você não deve deixar as andorinhas em segundo plano e focar num pardal. As andorinhas são os temas do seu trabalho e isso tem que ficar evidente e ser contínuo.

PENSE EM TUDO

Essa é uma espécie de dica que vale por mil: você tem que pensar em tudo antes de começar um ensaio. Pense nas adversidades, no tipo de coisa que você vai fotografar, os cenários que você vai usar, como entreter as pessoas (caso trabalhe com ensaios de pessoas), as luzes que vai utilizar, os equipamentos que vai precisar, os ângulos que você acha que vai querer trabalhar e as experiências que pode querer fazer.

Antes de começar o seu trabalho, faça uma check-list do que você precisa pensar. Por exemplo, você fotografa bebês: os ensaios não podem ser muito longos para não cansar a criança, por isso deixe tudo pronto até os pais chegarem. Lembre-se também de que você terá que entreter a criança e deixa-la tranquila e confortável. Como você vai fazer isso? É nessa hora que você tem que pensar em absolutamente tudo – e tornar a sua vida como fotógrafo muito mais fácil.

É preciso organização para que nada saia errado; por isso, leve essa dica para a sua vida e torne o seu dia-a-dia profissional mais tranquilo, organizado e fácil.

CAPTURE SENTIMENTOS

Li um texto questionando o porquê de fotografarmos as coisas; a resposta que o autor deu foi a de que fotografamos “tudo aquilo que faz as pessoas se sentirem felizes ou até mesmo tristes”. Por isso, quando você for fazer o ensaio de algo, lembre-se que você deve passar emoções para as pessoas: são memórias que devem ficar eternizadas.

Por isso, lembre-se de que a fotografia é feita com sensibilidade – e, obviamente, com muitos treinos. Vamos então fotografar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 4 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.