Qual Melhor Monitor Para Trabalhar com Fotografia[imagem destacada]

Qual Monitor Devo Escolher Para Trabalhar com Fotografia, Qual é o Melhor ou Que Tamanho? Essas e outras questões estão respondidas neste artigo.

.

PS: Só para mencionar, este Artigo foi escrito originalmente, por mim, para o Site Foto Dicas Brasil, de nossa Amiga e Fotógrafa Profissional Simxer. Criadora do Ebook, Fotometria Simples – Você no Controle da Luz! e de Vários Workshops…

.

Um bom monitor faz diferença?

Bom, antes de tudo, devo alertar que, assim como uma boa câmera faz toda a diferença na mão de um bom fotógrafo, assim também um bom monitor faz grande diferença para quem trabalha com edição de fotografia, seja o próprio fotógrafo ou um profissional específico para edição fotográfica.

O que temos visto por aí, são blogs recheados de conteúdos que falam sobre muitos assuntos, como por exemplo, qual câmera comprar, como fotografar isto ou aquilo, entre outros assuntos, mas não se vê falar sobre este equipamento importantíssimo que é o monitor.

Neste artigo darei dicas para te ajudar a adquirir o melhor monitor para que lhe traga uma visualização mais real possível de suas fotografias e melhore a qualidade de sua edição.

Dividi estas dicas em 8 partes onde cada parte tem sua devida importância para considerar na hora de adquirir um bom monitor, são elas:

1 – TAMANHO

Neste quesito acho que é um tanto óbvio. O monitor deve ter o tamanho que você possa trabalhar com tranquilidade, nada de um monitor pequeno demais em contrapartida não vamos editar ou visualizar nossa fotos em um monitor de 50’’ (não que seja proibido). Particularmente um tamanho que acho ser adequado seria entre 18 e 24 polegadas já dá pra ficar confortável.

2 – RESOLUÇÃO

Neste caso, quanto maior melhor. Existe monitores com uma resolução 4K (3840 × 2160 ou 4096 x 2880), mas para essa tecnologia seria necessário desembolsar uma boa grana e ter um computador que suporte tamanho processamento gráfico, se for o caso por que não?

O recomendado seria um monitor com uma resolução FULL HD (1920×1080), lembrando que tem que ser 1080p ou seja, o ‘P’ significa a forma que é gerada as imagens é progressiva, e não 1080i, que significa entrelaçado, que proporciona menor qualidade. Geralmente é mais relevante para vídeos, porém é melhor, (não entrarei em tantos detalhes técnicos sobre isto).

3 – ASPECTO RATIO (PROPORÇÃO DA TELA)

Ao lado da resolução, acompanha o aspecto ratio que nada mais é que a proporção da tela. 16:9 é o recomendado, apesar da maioria das fotografias serem 4:3, pois gera uma proporção reconhecida em vídeos e sinais de tv considerados HDs, uma proporção mais usada hoje em dia e acompanha na maioria dos monitores.Qual Melhor Monitor Para Trabalhar com Fotografia[16-9 e 21-9]

Qual Melhor Monitor Para Trabalhar com Fotografia hoje em dia?

Existe outras proporções, como uma bem atual, 21:9 que demonstra uma área de trabalho mais larga que a 16:9, permitindo trabalhar com 2 imagens simultaneamente.

É muito interessante para quem não quer gastar com outro monitor de referência secundário, que para mim é melhor, (detalhe, é bom ter um segundo monitor como secundário pois possibilita uma visualização em tempo real da edição, sem aparição de menus ou outras distrações, e permite fazer comparações, como faço utilizando o Photoshop Light Room).

4 – TECNOLOGIA DE REPRODUÇÃO

Aqui está a grande sacada para quem quer ter um monitor com diferencial em relação a fotografia.

Falo da tecnologia IPS (In-plane switching), que reproduz uma imagem onde as cores não são distorcidas, diferente de monitores comuns que, muita das vezes, demonstram uma cor e na verdade é outra, nos deixando intrigados parecendo até que o WB da imagem está incorreto, quando, na verdade, é culpa do monitor. Além de proporcionar um ângulo de visão que chega aos 178°, que possibilita o usuário ver a imagem sem distorções de qualquer ângulo até 178°.

Esta tecnologia, infelizmente deixa o monitor um pouco mais caro que os convencionais, mas, vale muito a pena.

5 – ÂNGULO DE VISÃO

Está diretamente ligado a tecnologia IPS, se o monitor contiver esta tecnologia pode ficar tranquilo que estará seguro.

Pense comigo, quem nunca esteve editando suas fotos e teve que mudar um pouco o ângulo onde estava, para pegar um café ou uma caneta ou até levantar para esticar os músculos e percebeu que a imagem está com cores opacas e um pouco sem vibração ou até distorcida? Pois é, isto acontece com monitores que têm um ângulo de visão bem limitado.

Um exemplo: H: 60°, V: 60° (gente jamais compre um monitor com estas características, é passar raiva), significa que só lhe permite realidade na visualização da imagem dentro do limite dos ângulos informados, lhe deixando preso quase que reto ao monitor.

O indicado seria um monitor com um ângulo de visão de 180°, ou seja, qualquer local que se olhe pode enxergar uma imagem sem distorções ou falta de contraste e vibração.

Um monitor que tenho, IPS, oferece um ângulo de visão de 178° na horizontal e vertical, que, para mim, é suficiente. Eu posso me mexer, pegar uma caneta ao lado, outra pessoa em pé pode olhar e verá a mesma imagem que vejo sentado, com a mesma qualidade.

6 – CALIBRAÇÃO

Um monitor precisa ser calibrado constantemente, existe até calibradores em tempo real que fazem este trabalho adequando o monitor a luz ambiente, colocando as cores e o brilho de forma que não minta em relação a realidade.

O interessante é ter um perfil de calibração e utilizá-lo na impressora, daí quando for imprimir uma fotografia, sairá conforme o monitor reproduz.

Existe calibradores via software e via hardware, o segundo é melhor, é um instrumento externo que fica acoplado ao monitor controlando-o.Qual Melhor Monitor Para Trabalhar com Fotografia[calibrador de monitor automático]

 

Os valores são bem diferenciados, acima dos R$ 200,00 podendo ultrapassar os 2 mil reais.

7 – PAINEL

Aqui é simples, temos 5 tipos mais conhecidos:

  1. CRT: (Cathodic Ray Tube), Significa (Tubo de raios catódicos) é o monitor “tradicional” meio quadrado;
  2. LCD: (Liquid Cristal Display), traduzindo, tela de cristal líquido é um tipo mais moderno e comum de monitor. A iluminação deste monitor é feita por luz fluorescente;
  3. LCD/LED: Tem a mesma terminação do LCD, porém este tem uma iluminação traseira feita por LEDs.
  4. PLASMA: O funcionamento baseia-se na ionização de gases nobres (plasma);
  5. O-LED: (Organic light-emitting diode), diodo emissor de luz orgânico, muito caro mas proporciona maior qualidade e realeza de cores.

Obs.: Os monitore da Apple utilizam outras tecnologias de monitor, como os de Retina que são bem superiores, em contrapartida são super caros, alguns fotógrafo utilizam muito.

Não entrarei em muitos detalhes, pois ficaria um artigo enorme.

Os mais comuns hoje são: LCD e LCD/LED, prefiram o segundo, pois o LCD não tem um nível de contraste aceitável, ou seja, o preto não é preto de fato, parece mais um cinza quase preto, deixando as imagens opacas e sem vida. Já o LCD/LED, tem um contraste melhor e proporciona uma imagem mais viva e definida sem contar com as bordas que não criam vinhetas distorcidas automáticas presentes no LCD.

8 – MARCA

Aqui temos um problema, pois, são várias as marcas que proporcionam tais qualidades. Mas, seja qual for, se tiver estas recomendações, com certeza, será recomendável.

Lembrando que monitores com estas especificações são bem mais caros que os convencionais, mas vale a penas pois investir certo no trabalho é ter certeza de recompensas futuras.

Ex…  Vejam este como exemplo, um monitor profissional para fotógrafos com os requisitos citados acima:Qual Melhor Monitor Para Trabalhar com Fotografia[monitor 27 asus]

Qual Melhor Monitor Para Trabalhar com Fotografia

Um outro bom monitor com um custo benefício mais em conta:Qual Melhor Monitor Para Trabalhar com Fotografia[monitor 23 lg]

CONCLUSÃO

Com todas estas dicas, fica mais fácil escolher um bom monitor. Agora, teremos uma edição com mais qualidade e uma visualização mais real das nossas fotografias.

Baixe o E-Book: 10 lições para fotógrafos iniciantes e aprenda mais sobre essa arte.

Veja abaixo um resumo para melhor fixação do conteúdo:

  • Escolha um tamanho de monitor que fique confortável, recomendado entre 18 e 24’’;
  • Prefira um monitor FULL HD (1920x1080p) se possível 2 ou 4K;
  • Aspecto padrão 16:9;
  • Exija tecnologia IPS;
  • Dê preferência a monitores com ângulo de visão maior possível, 180°;
  • Adquira um aparelho de calibração externo (se dentro do orçamento);
  • Ao adquirir um monitor escolha um de LCD/LED;
  • Escolha uma marca que melhor oferece estas tecnologias com o melhor custo benefício.

Agora escolha seu monitor, com consciência, fotografe, edite suas fotos e seja feliz!

 

Qual Melhor Monitor Para Trabalhar com Fotografia Profissional?

Ass. Mesaque Mota

 

Deixe uma resposta